Tudoem Ilhabela
Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela

Close
Fechar
De norte ao sul da Ilha, veja ao vivo
Tudoem Ilhabela

Prefeita Gracinha Ferreira entrega

Fonte:Prefeitura de Ilhabela
Tudoem Ilhabela
Tudoem Ilhabela

Prefeita Gracinha Ferreira entrega restauro do Centro Cultural da Antiga Salga – “Vó Hilda”

Foto: Ronald Kraag

Evento foi marcado por emoção dos familiares dos caiçaras homenageados

 

Em um momento marcado por muita emoção de algumas famílias caiçaras, a prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira, a Gracinha, entregou a obra de restauro do Centro Cultural da Antiga Salga – Vó Hilda (Hilda Maria Wenceslau), na Ponta Azeda, norte da ilha. Como descrito por autoridades e familiares dos homenageados com nomes nos espaços do agora complexo cultural, o local guarda aproximadamente 100 anos de história da região.

Após o restauro dos prédios da “Antiga Salga”, onde japoneses produziram peixes salgados com a utilização da mão de obra de famílias caiçaras, principalmente dos bairros Ponta Azeda, Armação e Praia do Pinto, o local receberá equipamentos para contar a história do funcionamento da “Salga” e das famílias que viveram da produção realizada no local.

De acordo com o secretário de Cultura, Adalberto Henrique da Silva Lopes, o Professor Beto, nessa primeira fase a obra teve o conceito de restauração, sem ampliação, para expor a construção histórica, que segundo ele em alguns trechos conserva a cultura de preparar massa de construção das paredes utilizando óleo de baleia. O secretário também explicou que o primeiro prédio, da parte próxima à rodovia, foi o único que passou por uma adequação para se transformar em um Centro de Convivência da população local. Esse espaço recebeu o nome de Isabela do Nascimento, jovem caiçara falecida em 2008, com 18 anos.

O prédio da biblioteca do local, que recebeu pintura e ampliação do acervo, agora terá o nome de Mercedes do Nascimento Jesus, ex-funcionária pública por 32 anos, que faleceu em 2019, aos 63 anos. O complexo de prédios do Centro Cultural da Antiga Salga homenageia Hilda Maria Wenceslau. A “Vó Hilda” era caiçara, nascida em 1916, que trabalhou na “Salga” como as demais famílias das pessoas homenageadas. Hilda, que faleceu em 2002, aos 86 anos, teve nove filhos, 31 netos, 39 bisnetos e 11 tataranetos.

A solenidade de entrega das obras de restauro do Centro Cultural da Antiga Salga “Vó Hilda”, da adequação do Centro de Convivência Isabela do Nascimento e da Biblioteca Mercedes do Nascimento Jesus, contou com a presença de dezenas de familiares dos homenageados, entre eles filhos, netos, tios e sobrinhos. Entre tantos parentes dos homenageados estavam alguns filhos da “Vó Hilda”, como Nelson, Jair e Pedro.  A mãe e o irmão de Isabela Nascimento, Leila Vicente da Conceição Nascimento e Luiz Guilherme do Nascimento também estavam no evento, assim como os parentes de Mercedes Nascimento, representados pelo esposo, Benedito de Jesus, pela filha Elisa Cristina de Aparecida Nascimento Jesus e o filho Eduardo do Nascimento.

Muito emocionado, o parente dos homenageados e presidente da Fundaci (Fundação de Arte e Cultura de Ilhabela), Adilson Nascimento, contou momentos históricos vividos pelas famílias na “Salga” e destacou a importância do restauro. “Esse restauro representa o respeito a nós, caiçaras, que nascemos aqui na Ponta Azeda e região. Significa resgatar e preservar a nossa história”, destacou.  Já Eduardo Nascimento, filho de Mercedes, lembrou que a homenagem às três pessoas representa “homenagem a uma única família, a das caiçaras”. “Estamos vivendo um marco histórico, nesse momento”, concluiu.  O secretário de Cultura, Professor Beto, disse que “o restauro é um projeto de preservação da historicidade do povo caiçara”.

O vereador Tiago Souza, que representou a Câmara no evento, parabenizou a prefeita Gracinha Ferreira pela escolha dos nomes dos homenageados, que para ele muito bem “representam a presença do povo caiçara”, Tiago acrescentou que antes as pessoas diziam que o norte da ilha era esquecido. “Isso não ocorre na atual gestão”, afirmou.

Também emocionada a prefeita, Gracinha Ferreira, moradora do arquipélago há quase 50 anos, disse que escolheu os nomes dos homenageados junto com pessoas que conhecem a história das famílias com a Salga. Agradeceu as secretarias envolvidas no restauro (Cultura, Obras e Fundaci) e reiterou compromisso com os caiçaras. “O importante de tudo é que temos um compromisso com o povo caiçara para resgatar e preservar a sua história”, falou Gracinha, lembrando que a região norte está recebendo outros grandes investimentos, como o calçamento de trecho da Estrada da Pacoíba (que será retomado em breve), a construção de uma grande UBS na Armação, o projeto de uma escola de vela e outros.

A prefeita finalizou lembrando os investimentos descentralizados. “É um compromisso de campanha a aplicação de recursos públicos nos bairros, como aqui, no Norte. Vamos investir dinheiro público com respeito, atendendo o interesse coletivo, da população”, concluiu, lembrando novamente que não tem preocupação com processo eleitoral e que o objetivo é trabalhar para atender as necessidades do município.

Autor

Tudoem

Prefeitura de Ilhabela

Prefeitura de Ilhabela Carinho por nossa gente, orgulho da nossa terra.

ilhabela@tudoemilhabela.com.br

http://

Comentários

Voltar ao Topo