Tudoem Ilhabela
Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela

Close
Fechar
De norte ao sul da Ilha, veja ao vivo
Tudoem Ilhabela

Baía de Castelhanos abre consulta

Fonte:Prefeitura de Ilhabela
Tudoem Ilhabela
Tudoem Ilhabela

Baía de Castelhanos abre consulta pública para RESEX

A Reserva Extrativista – RESEX compreende uma categoria de unidade de conservação de uso sustentável, estabelecida pela Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC.

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, abre a consulta pública, para a criação de uma RESEX, Reserva Extrativista na área que engloba a extensão de terrenos de marinha da ponta da Ponta da Pirassununga à Ponta da Cabeçuda, na Baia dos Castelhanos.

O Sistema Nacional de Unidades de Conservação, estabelece que a reserva extrativista é uma área utilizada por populações extrativistas tradicionais, cuja subsistência baseia-se no extrativismo e, complementarmente, na agricultura de subsistência e na criação de animais de pequeno porte, e tem como objetivos básicos proteger os meios de vida e a cultura dessas populações, e assegurar o uso sustentável dos recursos naturais da unidade.

Na Baía de Castelhanos que será criada a RESEX, trata-se de zona de amortecimento do Parque Estadual de Ilhabela, com significativa riqueza ambiental e grandes extensões de área de preservação permanente, restingas, sítios arqueológicos, cursos d´água e manguezais e, ainda, é território de ocupação tradicional da Comunidade Caiçara de Castelhanos, cenário que origina, portanto, a necessidade de especial proteção. Os trabalhos para a criação dessa unidade de conservação de uso sustentável tiveram início em 24 de fevereiro de 2014, com o protocolo na SPU de um pedido de TAUS coletivo em favor da Comunidade Tradicional Caiçara da Baía de Castelhanos e, em cerimônia na comunidade, com a entrega do TAUS em 8 de novembro de 2015, referente a 15 hectares.

Caberá ao Município da Estância Balneária de Ilhabela, por intermédio da Secretaria do Meio Ambiente e do Conselho Gestor a ser criado, com 2/3 de membros compostos por moradores das comunidades tradicionais, administrar a Reserva Extrativista Baia dos Castelhanos, adotando as medidas necessárias para a sua implementação.

Dessa maneira, na forma do Procedimento Administrativo n° 5512-5/2020, a Prefeitura de Ilhabela submete à consulta popular a minuta de decreto, bem como demais documentos que amparam o procedimento de criação da Reserva Extrativista Baia dos Castelhanos, para as sugestões no procedimento de criação da Reserva Extrativista Baia dos Castelhanos. Tais sugestões poderão ser enviadas até o dia 5 de dezembro. O prazo de resposta pelo Poder Público será no período de 7 a 9 de dezembro. Após a Consulta Pública, que permanecerá disponível por 20 (vinte) dias, serão organizadas reuniões públicas para esclarecer eventuais dúvidas e somar as contribuições. Para o munícipe participar, elogiar, criticar e enviar seus comentários, deve ser encaminhado para o e-mail: resex.meioambiente@ilhabela.sp.gov.br.

Para a melhor gestão da Unidade e imediatamente após sua criação, fica autorizada a criação do Conselho Gestor Provisório, formado pelos presidentes da Associação Castelhanos Vive e Associação Amor Castelhanos, além do Secretário Municipal do Meio Ambiente, para o fim de organizar a formação definitiva do Conselho Gestor e deliberar sobre o necessário.

Os órgãos da Administração Pública Municipal poderão, na forma da lei, firmar convênios e parcerias com outras entidades da sociedade civil e unidades federativas, visando a eficiência da gestão do patrimônio público municipal localizado no interior da Reserva Extrativista.

Assim, a criação da RESEX tem como intuito a conclusão do processo de regularização fundiária do território tradicional caiçara da Baía dos Castelhanos, em cumprimento ao determinado em Convenção Internacional assinada pelo Estado Brasileiro (Convenção 169 da OIT) e no Decreto 6.040/07, que institui a Polícia Nacional dos Povos e Comunidades Tradicionais. Houve manifestação positiva sobre a cessão dos terrenos de marinha da União ao Município, pela SPU, relacionados à extensão territorial em questão, e consequente criação da Unidade de Conservação na localidade

Ainda, após reuniões prévias entre a Secretaria de Meio Ambiente e o Ministério Público Federal com os moradores da comunidade tradicional da Baia dos Castelhanos, foram contempladas as sugestões na minuta final do decreto municipal que disciplinará a Reserva Extrativista, documento que acompanha a presente consulta.

As ações relacionadas à implantação da Reserva Extrativista compreenderão, prioritariamente, ao cadastramento da população extrativista nela ocupante, elaboração de Plano de Manejo e a assinatura de contrato de concessão real de uso. Para o Secretário Municipal do Meio Ambiente, Eduardo Hipólito do Rego, todo esse esforço depende exclusivamente da manifestação de vontade da Comunidade. “A RESEX só pode existir se os beneficiários dela, a população tradicional Caiçara, tiver vontade que aconteça a cessão para a Prefeitura. Hoje a relação desse pedaço de terra é confusa e conturbada. A União, dona dos terrenos de Marinha, não tem técnicos na região. E a Prefeitura já auxilia bastante coisa na gestão do Parque Estadual. Ou seja, não haverá problema orçamentário e a comunidade terá gestão e proximidade com a Prefeitura.”

Para saber mais, acesse os links abaixo que explicam do que se trata a proposta e a minuta do futuro Decreto de criação:

 

– Proposta – Reserva Extrativista (RESEX)

 

– Minuta do Decreto Municipal

 

RESEX Baía de Castelhanos

A Reserva Extrativista Baia dos Castelhanos, na cidade de Ilhabela, totaliza uma área aproximada de 38km² e perímetro aproximado de 34km, abrangendo terrenos de marinha, acrescidos de marinha, bens de uso comum e área sobre mar territorial em trecho de costa com extensão aproximada de 25km, com início na Ponta da Pirassununga, ao sul, no ponto de latitude 23°54′12,37″S e longitude 45°13′23,44″W, e término na Ponta da Cabeçuda, ao norte, no ponto de latitude 23°50′13,25″S e longitude 45°13′36,55″W.

Ao longo da costa, o trecho abrange as seguintes localidades: Ponta do Pirassununga (limite sul); Costão Ponta do Piraçununga à Ponta do Caraguatá; Costão Ponta do Caraguatá à Ponta da Chave; Costão Ponta da Chave à Ponta do Meio, pelo Saco do Sombrio; Costão Ponta do Meio à Praia da Figueira, pela Ponta da Garoupa; Praia da Figueira; Costão Praia da Figueira à Praia Vermelha, pela Ponta do Costão; Praia Vermelha; Costão Praia Vermelha à Praia Mansa; Praia Mansa; Costão Praia Mansa à Praia dos Castelhanos, pela Ponta da Lagoa; Praia dos Castelhanos; Costão Praia dos Castelhanos ao Saco do Paulista, pela Ponta Negra; Costão Saco do Paulista à Ponta da Cabeçuda; Ponta da Cabeçuda (limite norte).

Autor

Tudoem

Prefeitura de Ilhabela

Prefeitura de Ilhabela

ilhabela@tudoemilhabela.com.br

http://

Comentários

Voltar ao Topo