Tudoem Ilhabela
Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela Tudoem Ilhabela
Close
Fechar
De norte ao sul da Ilha, veja ao vivo
Tudoem Ilhabela

Dados da Vigilância Epidemiológica

Fonte:Prefeitura de Ilhabela
Tudoem Ilhabela
Tudoem Ilhabela

Dados da Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo confirmam eficiência de Ilhabela no combate à pandemia da covid-19

Desde  março  de  2020,  quando  os  primeiros  casos  suspeitos  de COVID-19 começaram a surgir no município de Ilhabela, a Secretaria de Saúde começou a adotar as medidas de enfrentamento necessárias, como a realização de testes de diagnósticos (RT-PCR e sorológicos), isolamento  domiciliar  dos  casos  suspeitos  e  contatos,  instalação  de gripário e de setor de casos respiratórios no Hospital Mario Covas; além da  instalação  de  estrutura  adequada  de  atendimento  nas  UBS’s  e treinamentos das equipes da rede básica e do Hospital.

 

Pelos dados divulgados pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica GVE XXVIII, órgão ligado à Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela vigilância dos casos de COVID-19 no Litoral Norte, Ilhabela vem apresentando, desde o início da pandemia, bons resultados no controle da doença.

 

Os dados são referentes ao acumulado na semana epidemiológica

47 (terminada em 22/11/20).

Verifica-se uma ampla testagem da população ilhabelense (aprox.

34,46% da população de Ilhabela testada em algum momento), reduzindo a subnotificação (visto o número elevado de diagnósticos

feitos) e podendo-se adotar oportunamente as medidas de isolamento dos infectados e fazer o adequado planejamento das ações de combate.

 

Pelos dados também se percebe que uma pequena parcela dos casos diagnosticados de COVID-19 (2,27%) evoluiu para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), forma mais grave da doença.

 

 

Além disso, nota-se uma baixa taxa de letalidade [porcentagem de óbitos dentre o total de infectados] em Ilhabela (0,64%), comparada aos dados da literatura (3 – 5%), do estado (3,4%) e do Brasil (2,8%). No município também se verifica baixa taxa de óbitos por 100 mil habitantes (36,52/100 mil habitantes), ante 89,8/100 mil habitantes no Estado de São Paulo e 80,4/100 mil habitantes no Brasil.

 

 

 

Os dados satisfatórios demonstrados nos gráficos acima devem- se a uma conjuntura de fatores, dentre eles a condutas médicas que estão à luz da ciência, tanto na atenção básica (UBSs) quanto no Hospital Mario Covas Junior, pautadas pelas mais novas evidências científicas disponíveis na literatura médica. Além da adequada estrutura hospitalar como o “gripário”, ala exclusiva para os casos respiratórios, UTI,

fisioterapia respiratória) para o manejo dos casos mais graves e ao controle adequado das comorbidades (ex: hipertensão, diabetes) pelas equipes do Programa de Saúde da Família. Quando tais comorbidades estão descompensadas há um risco maior de evolução para desfechos graves na COVID-19.

 

Autor

Tudoem

Prefeitura de Ilhabela

Prefeitura de Ilhabela

ilhabela@tudoemilhabela.com.br

http://

Comentários

Voltar ao Topo